logo

Reeducação alimentar: alimentos que parecem saudáveis, mas não são

Reeducação alimentar: alimentos que parecem saudáveis, mas não são

Diversos produtos são vendidos há anos como benéficos, enquanto escondem componentes que colocam sua reeducação alimentar em risco. Confira! 

 

Inegavelmente, as embalagens devem ser mais observadas na parte em que estão listados seus ingredientes que o rótulo frontal. Afinal, enquanto este anuncia em letras gigantes termos como “0 açúcar", “light” e “menos calorias”, o verso pode contradizer essas afirmações. Portanto, uma boa reeducação alimentar deve ser orientada por profissionais, priorizando o consumo de alimentos naturais e minimamente processados. 

Veja alguns exemplos de alimentos que parecem saudáveis, mas que podem comprometer sua reeducação alimentar! 

 

Barrinha de cereais  



Com toda a certeza, esse item já entrou no carrinho de compras de boa parte dos pacientes que estão em busca de uma reeducação alimentar. Apesar da praticidade, a barra de cereal costuma ser rica em açúcar, gordura e calorias, bem como não possui fibras em boa parte das marcas. 

Além disso, para preservar sua integridade, são adicionados conservantes, estabilizantes e gomas. 

Há versões um pouco mais otimistas para a reeducação alimentar, com menos quantidade de sódio e gordura saturada. Por isso, verifique a tabela nutricional do produto com cuidado e escolha aquele que tenha listado como primeiro ingrediente a fibra. De qualquer modo, as barrinhas de cereais devem ser escolhas esporádicas. 

 

Peito de peru 



Por outro lado, o peito de peru costuma ser utilizado no lugar do presunto tradicional como uma estratégia de consumir menos calorias. Todavia, trata-se de um embutido. Esse tipo de alimento é produzido com nitrato que, ao passar pelo processo de digestão, incentiva o surgimento do câncer. 

Ademais, uma fatia pode chegar a conter mais de 1 grama de sal. Vale lembrar que, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cada pessoa deve ingerir somente 5 gramas ao dia. 

 

Granola 



Com toda a certeza, durante a consulta com nutricionistas, os pacientes se assustam ao descobrir que a granola não é tão benéfica como imaginam. Contudo, para realçar o seu sabor são acrescentados altos níveis de açúcares, aromatizantes artificiais e adoçantes. 

Durante suas compras, priorize marcas com cereais, oleaginosas e sementes. Não se esqueça de checar a quantidade de açúcar, que deve ser mínima e pode vir disfarçada com outros nomes, como: 

 

  • ✔ Xarope de glicose; 

  • ✔ Frutose; 

  • ✔ Açúcar invertido; 

  • ✔ Mel. 

 

Sopa em pó