logo

Hipotireoidismo: conheça as causas, os sintomas, o diagnóstico e o tratamento

Hipotireoidismo: conheça as causas, os sintomas, o diagnóstico e o tratamento

O hipotireoidismo acontece quando a tireóide reduz a produção de hormônios importantes para o funcionamento correto de órgãos como os rins, o fígado, o cérebro e o coração. Acompanhe esta leitura e saiba mais sobre a doença!


O que é o hipotireoidismo e quais são suas causas?

A doença se trata de uma disfunção na tireoide, glândula localizada na parte anterior do pescoço responsável pelo funcionamento dos rins, do fígado, do cérebro e do coração. Essa alteração é caracterizada pela redução na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina).

A causa mais comum do hipotireoidismo se deve à tireoidite de Hashimoto, uma doença autoimune em que o organismo cria anticorpos para atacar as células da tireoide. Por isso, a mulher tem mais chances de ser acometida pelo hipotireoidismo, uma vez que seu organismo desenvolve mais doenças autoimunes quando comparado ao do homem. Esse risco aumenta a partir dos 30 anos de idade.
Também são consideradas causas para o desenvolvimento do hipotireoidismo:

  • Pessoas que têm casos da doença na família;
  • Alto consumo de iodo (presente no sal de cozinha);
  • Menopausa;
  • Gravidez;
  • Pós-parto;
  • Diabetes;
  • Poluição.


Sintomas

Os principais sinais do organismo acometido pelo hipotireoidismo são:

  • Depressão;
  • Pele seca;
  • Problemas de memória;
  • Menstruação irregular;
  • Cansaço em excesso;
  • Desaceleração dos batimentos cardíacos;
  • Prisão de ventre;
  • Ganho de peso;
  • Queda de cabelo;
  • Colesterol alto.


Diagnóstico 

É possível que o bebê já apresente essa condição ao nascer. Por isso, é importante realizar o teste do pezinho até o sétimo dia de vida.
Já em adolescentes e adultos, ao perceber os sintomas do hipotireoidismo, o paciente deverá procurar o Endocrinologista. O especialista irá realizar alguns exames clínicos, como o toque no pescoço para sentir a glândula. Em seguida, ele deverá solicitar um exame de sangue para avaliar as dosagens dos hormônios T3 e T4. Caso estes estejam em níveis baixos, o paciente deverá realizar um exame chamado TSH para confirmar a doença.


Tratamento

Após a confirmação do hipotireoidismo, o Endocrinologista irá prescrever a dosagem ideal de levotiroxina, um hormônio tireoidiano. Ao fazer o uso desse medicamento diariamente, o paciente poderá levar uma vida normal, ainda que a doença não tenha cura.
Caso não haja um tratamento e acompanhamento feito pelo Endocrinologista, a pessoa pode ter algumas complicações como, por exemplo, problemas psicológicos, desenvolvimento do bócio, doenças cardíacas, danos nos nervos periféricos, infertilidade e mixedema.

Agende uma consulta com o Endocrinologista e faça seus exames no mesmo lugar! Clique aqui e marque um horário na Clínica Vittá Goiânia! 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias para oferecer melhor experiência e conteúdos personalizados, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.


Li e aceito as políticas de privacidade.
Agendamento Online
Clique para Ligar